Prefeitura de Maringá tem R$ 42 milhões economizados em 8 meses.

30/09/2017

Esse superávit é quase 3 vezes maior que o do mesmo período do ano passado.

A redução nos gastos com cargos comissionados (os CC's),  material de consumo em geral, combustíveis, peças e serviços para veículos e locação de imóveis, aliada à receita arrecadada de R$ 840,5 milhões, proporcionaram à Prefeitura de Maringá uma economia de R$ 20,1 milhões e um superávit orçamentário de R$ 42,4 milhões nos primeiros oito meses deste ano.

Os detalhes para a conclusão desse balanço foram apresentados na tarde desta quinta-feira (28), no plenário da Câmara Municipal de Maringá, pelo secretário municipal de Fazenda, Orlando Chiqueto. 

Na prestação de contas, o secretário Orlando Chiqueto expôs também que a receita arrecadada neste ano pelo município já atinge 60,20% da receita orçada para 2017, que é de R$ 1,396 bilhão. Já as despesas empenhadas de janeiro a agosto deste ano chegam a R$ 867,1 milhões ou 64,25% da despesa sobre o valor orçado inicial.

Segundo o relatório apresentado, a despesa total com pessoal liquidada neste ano é de R$ 561,8 milhões, atingindo 47,47% da receita. O índice está abaixo do limite máximo permitido, que é de 54%, e dos limites prudencial (51%) e de alerta (48,60%). A Audiência Pública teve a participação do presidente da Câmara Municipal, Mário Hossokawa e do presidente da Comissão de Finanças, vereador Odair Fogueteiro, além dos vereadores Do Carmo, Onivaldo Barris, William Gentil, Alex Chaves, Carlos Mariucci, Altamir dos Santos e Jean Marques, secretários municipais e a equipe de técnicos e contadores da Sefaz. No nal do encontro a secretária municipal de Educação, Valkíria Trindade, respondeu a questionamentos feitos pelo público, como a aplicação de R$ 105,4 milhões, que já representam 20,22% do orçamento. O percentual mínimo de aplicação em Educação é de 25% do orçamento anual, ou R$ 130,3 milhões para este ano.

Fonte: odiario.com