Denuncia em rede social é protocolada no Ministério Publico de Sarandi

24/07/2017

Uma denuncia veiculada em videos feitos na rede social do ex-diretor do Cemitério Municipal de Sarandi, foi protocolada hoje no Ministério Publico.

Na denúncia gravada em vídeo, o ex-diretor afirmou que foram enterrados lixos no cemitério Municipal da Cidade. O video foi gravado alguns dias após a sua exoneração.

Porém alguns dias depois, o ex-diretor novamente gravou um vídeo aonde citou que o tal lixo havia sido enterrado na gestão passada, o qual ele também ocupava o cargo de Diretor.

Com essas evidências, sendo elas comprovadas, eis que existe crime ambiental configurado, basta saber em qual periodo ele ocorreu.

Uma das razões que levam a crer que, se essa história realmente for verdade, o lixo foi enterrado este ano, pois em seu primeiro vídeo ele citou que tudo ocorreu com o consentimento do Atual Prefeito, secretário de Urbanismo e secretário de meio ambiente(sitando seus nomes no vídeo), aonde ficou evidente que não poderia ter sido realizado na gestão passada.


Veja a Denuncia protocolada na íntegra:

Jonathan Oliveira de Aquino, residente da cidade de Sarandi, ao final assinado vem com respeito a presença de Vossa Excelência, formular notícia de crime veiculada por Facebook, noticiado por Fernando Santana nos termos a seguir:

O Senhor Fernando Santana, noticiou no Facebook, que neste ano de 2017, teria sido depositado irregularmente, no terreno do cemitério público municipal (local onde trabalhava como servidor público, nomeado em cargo de confiança), lixo pela atual administração pública.

Em outro vídeo, acabou por informar que, na realidade, teria sido no período da administração anterior.

Com isso, verifica-se que houve a notícia de que foi depositado lixo, irregularmente, no imóvel onde está localizado o cemitério municipal.

O município tem contrato para depositar lixo em aterro particular .

Sabe-se que não é correto depositar lixo em local que não o aterro sanitário.

Por esta razão, vem apresentar o CD contendo as duas declarações realizadas pelo Senhor Fernando Santana, a fim de que vossa excelência tome as devidas providências, no sentido de investigar o crime ocorrido.

Nestes termos, pede providências.

Jonatha Oliveira de Aquino.


Ambos devem ser ouvidos pelo promotor de justiça de Sarandi nos proximos dias.