Asfalto, sai ou não sai?

20/06/2017

Existem dezenas de moradores sofrendo em Sarandi pelo fato do bairro ainda não ter infra-estrutura.

Os mais divulgados na midia são os bairros Novo Bertioga, Nova Aliança, Santana, Bom Pastor e Jardim das Torres.

Colhendo informações aos cantos da Prefeitura e também com responsáveis pelo setor de obras, podemos apurar algumas novidades quanto a isso, então vamos lá.


O Novo Bertioga está em fase final de um processo judicial o qual foi dado 30% de desconto em sua multa por inadimplência, esse acordo foi homologado em juiz e agora resta apenas a assinatura dele para dar por certo o acordo. Após oficializado o acordo a WEGG CCI terá que pagar a multa de forma parcelada(6 vezes). Outro fator benéfico é que o IAP (Instituto Ambiental do Paraná) fez a liberação da documentação que restava, liberando o emissário para descarte da água das galerias.

Assim que a WEGG dar inicio no pagamento da multa a Prefeitura irá começar a colher assinaturas para a adesão do asfalto comunitário, oque deve ocorrer em breve.

O prazo estimado para o bairro estar asfaltado é de aproximadamente 12 meses.


O Nova Aliança por sua vez segue na mesma linha do Novo Bertioga, porém a WEGG por lei deveria ceder a Prefeitura uma area livre, o dono da WEGG cedeu um espaço que não há como a prefeitura se utilizar, por se tratar de um terreno abaixo das torres de alta tensão.

Esse acordo foi encaminhado para o Juiz, aonde se for acatado o processo seguirá os mesmos rumos do Novo Bertioga, mas é dado como certo a negativa pela perca que será para o Município já que a area é tecnicamente inutil para o poder executivo.

Com todos esses problemas o Nova Aliança ainda segue sem perspectiva alguma de prazo para realização, possivelmente até não ocorrendo neste mandato.


O Jardim Santana é um dos bairros que sofre a mais tempo com a falta de pavimentação, o problema maior é pelo fato do grande numero de água que desce no bairro em decorrencia da chuva.

Para que se faça o asfalto é necessário investir um dinheiro alto na construção das galerias de água, que devem ter uma espessura maior. Outro problema é em relação ao emissário(local de descarte da água das galerias), ainda havia uma negativa por parte de IAP, fazendo com que a obra fosse barrada.

Há poucos dias o Prefeito postou nas redes oficiais da Prefeitura uma matéria aonde dizia que foi adquirido 5 milhões por parte de uma emenda parlamentar para a construção das galerias, restando apenas a apresentação do projeto para realmente adquirir o recurso.

Segundo os responsáveis, o Santana enfim deve sair em breve, logo após ou simultaneamente com o Novo Bertioga.


O Bom Pastor está como chuva de Verão, vem e vai a todo estante. O jardim foi dividido em três partes, por ser um bairro grande, denominados como Fase I, Fase II e Fase III.

A Fase I finalizou ainda no ano passado necessitando apenas de alguns reparos, já a Fase II foi realizado apenas uma parte da pavimentação e a Fase III completamente inacabada.

A briga se dá pelo fato dos responsáveis pela loteadora alegarem que não tem verba para finalizar as obras e que ficaram dividas anteriores impossibilitando que eles consigam custear as despesas.

Enquanto não se acertarem definitivamente a situação ficará assim, eles vão um dia sim, outro não, começa, para...

Do jeito que a obra está andando não ficará pronta tão cedo.


Em fim uma noticia concreta e feliz. O Jardim das Torres terá seu tão sonhado asfalto o mais breve possivel.

Já foi assinado pelo prefeito a abertura de licitação para a contratação de uma empresa responsável para asfaltar o bairro com o modelo "Asfalto Comunitário", aonde a Prefeitura paga 30% da obra logo de imediato e a população paga os outros 70% de maneira parcelada.

Será feito o processo de coleta de assinaturas, e após colhido 70% dos lotes do bairro será homologado os contratos e assinados pelos aderentes, após assinado a empresa começa a obra de maneira imediata.